top of page
Buscar

3 lições que CEOs e RHs podem aprender com Apple e Microsoft sobre Gestão de Pessoas e Estratégia



Até a chegada de Satya Nadella, a Microsoft não era expert em Cloud, Mobile Computing & IA.

Até pouco tempo, a Apple também não era especialista em Realidade Virtual e Aumentada.


Essas mudanças não aconteceram de uma hora para outra.

Mas o que Apple e Microsoft fizeram e fazem de diferente?


Como essas duas organizações que nasceram na década de 70 continuam sendo referências? Qual o segredo para que sejam as 2 empresas mais valiosas do mundo?


Conheça algumas de suas estratégias.

São lições valiosas para CEOs e RHs sobre como criar o futuro de uma organização.


LIÇÃO 1: CONEXÃO DO "TALENT STRATEGY" À ESTRATÉGIA DO NEGÓCIO.


Empresas são ótimas em construir estratégias para o negócio.

Mas são poucas as que pensam em desenvolver um TALENT STRATEGY.


Um TALENT STRATEGY envolve as ações que o RH precisa realizar para sustentar os resultados do negócio no presente e, simultaneamente, criar o futuro da organização.


Veja, por exemplo, as mudanças que aconteceram na Microsoft após a chegada de Satya Nadella. Ou as mudanças recentes na Apple que possibilitaram a criação do Vision Pro.


A Microsoft não era expert em IA, Cloud & Mobile Computing.

Até pouco tempo a Apple não era expert em Realidade Virtual e Realidade Aumentada.


Uma nova estratégia de atração, recrutamento e remuneração foi necessária para contratar profissionais com novos perfis para sustentar o crescimento do negócio.


Novas estratégias de desenvolvimento foram estabelecidas para que essas empresas pudessem desenvolver novas “capabilities”.


Novas estratégias de Gestão de Talentos permitiram engajar e manter talentos que precisavam para criar esse futuro.




LIÇÃO 2: TALENTOS SÃO O NOVO PETRÓLEO.


Uma famosa frase de Walt Disney diz o seguinte: “Você pode sonhar, projetar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo, mas são necessárias pessoas para tornar o sonho realidade.”


Atrair e manter talentos sempre foi importante para qualquer empresa.

Mas hoje se tornou uma vantagem competitiva poderosa.


Nos EUA, a taxa de desemprego no mercado de tecnologia é de apenas 2,2%. E os profissionais de tecnologia permanecem em seus empregos em média apenas 2,7 anos.

Como já falei em outro post aqui, ativos intangíveis como branding, capital intelectual, dados, inovação e tecnologia representam hoje mais de 90% do valor de mercado das 500 maiores empresas do mundo.


E quem cria valor intangível nas empresas? AS PESSOAS.


Nos últimos 40 anos houve uma completa transformação de como as empresas geram valor.



Talentos são hoje o novo petróleo.

E talentos a serviço de empresas de tecnologia são fonte de crescimento exponencial.


Não é à toa que as BigTechs se tornaram as empresas com maior valor de mercado do mundo.

Todo modelo de negócio dessas empresas é focado em escalar ativos intangíveis.


Com os investimentos na OpenAI e em seus próprios profissionais, a Microsoft ganhou relevância em Inteligência Artificial. A Apple, através de dos seus talentos, desenvolveu o Vision Pro.


Abaixo, podemos ver Apple e Microsoft como as empresas com maior valor de mercado do mundo.

A Microsoft vale hoje US$ 3,1 trilhões. E a Apple, US$ 2,9 trilhões (Dados de 08/02/2023).







Só para dar um exemplo de como Apple e Microsoft dão importância à contratação e retenção de talentos, vale dar o play nessa sacada genial do Satya Nadella.


Apenas 1 minutinho de vídeo! :-)


"Pensei o seguinte: e se mudássemos a equação? Em vez de dizer que eu trabalho para a Microsoft, como seria se a Microsoft funcionasse como uma plataforma para cada um dos nossos mais de 100 mil funcionários ter alto impacto?" (Satya Nadella)


LIÇÃO 3: CONECTE AÇÕES DE RH À CULTURA DESEJADA.


Culturas únicas não são desenvolvidas por acidente.

Elas são desenvolvidas de forma intencional para sustentar a estratégia do negócio.


Quem será contratado.

Quem será promovido.

Quem será reconhecido.

Quem será demitido.


Essas decisões influenciam no desenvolvimento de uma nova cultura.


Em uma organização inovadora e que desafia o status quo como a Apple, eles vão contratar profissionais que vão desenvolver essa cultura na empresa.


Carmine Gallo compartilhou, em um artigo bem bacana na Forbes, 5 características que a Apple busca em seus processos de recrutamento e seleção. Vale a leitura!


Agora dê o play no vídeo abaixo.

E observe como essas características mencionadas no artigo se refletem na Cultura da empresa...



Se a sua empresa deseja desenvolver, por exemplo, uma cultura de inovação, isso precisa se refletir nos comportamentos, nas práticas e atitudes de todos na empresa.


Para fazer isso acontecer, todas as ações do RH precisam ser desenhadas para atingir esse objetivo.


Veja alguns exemplos:


Atração e Marca Empregadora

A empresa atrai o perfil de talentos que precisa? Ela tem uma marca como empregadora que se reflete

na experiência real dos colaboradores no dia a dia? É possível que, em uma jornada de transformação cultural e de negócio, mude o perfil dos profissionais e líderes que a empresa precise atrair.


Recrutamento & Seleção

Seu processo de recrutamento e seleção está considerando os comportamentos e atitudes que fazem parte da cultura desejada? Sua empresa está contratando profissionais de uma forma diferente? O perfil dos profissionais que estão sendo contratados irá contribuir para impulsionar o desenvolvimento dessa cultura? A forma de contratar está mais focada nas demandas do passado ou do futuro?


Onboarding

Como a experiência de um colaborador recém-contratado pela sua empresa se conecta com a cultura da sua empresa? Através de que formas ele consegue perceber o que é valorizado, o que é praticado e o que é realmente reconhecido no dia a dia? Como as primeiras semanas vão tornar esse profissional ainda mais engajado?


Gestão de Desempenho

Será que a prática dessa Cultura Inovadora é considerada no processo de avaliação de desempenho? Introduzir a demonstração de comportamentos e atitudes dessa Cultura Inovadora no processo de Gestão de Desempenho é fundamental para mudar a forma de atuar de equipes e líderes.


Remuneração

Conectar esse novo modelo de Gestão de Performance a uma nova filosofia de remuneração fará com que o processo de transformação cultural aconteça de forma ainda mais acelerada. Afinal, as pessoas vão perceber que essas novas atitudes e comportamento não são da boca pra fora. Ela mexe com os reconhecimentos financeiros e não-financeiros de cada colaborador.


***


Todos os processos de RH, portanto, precisam ser revisitados para escalar a cultura que a sua empresa deseja desenvolver.


Treinamento & Desenvolvimento, Gestão de Talentos, Sucessão. Carreira, Demissões, Offboarding... tudo precisa ser visto sob uma nova ótica: a cultura que a empresa deseja desenvolver na empresa.

De um lado, isso contribui para que todos os colaboradores possam tangibilizar esse novo jeito de atuar da empresa. E, por outro, ajuda a empresa a também contratar, avaliar, desenvolver e engajar os profissionais que veem sentido nesse novo DNA da organização.


Cada empresa de sucesso precisa desenvolver intencionalmente uma cultura para colocar a sua estratégia em ação. É assim que elas se tornam organizações de alta performance. E os processos de RH precisam ser construídos em torno desse propósito.


 

Curtiu os Insights?




Em cada página uma ideia, uma provocação e um insight.

INSIGHTS está divido em 5 partes:


💡Tendências.

💡Liderança.

💡Carreira.

💡Estratégia.

💡Cultura.


BAIXE AS PRIMEIRAS PÁGINAS GRÁTIS!

E aproveite os benefícios da pré-venda. 😉👍






Comprando o livro até 14/03, você garante:


✅ Preço especial de pré-venda.

✅ Live comigo e convidados especiais em 26/03.

✅ Frete grátis

✅ Desconto de 10% em outros livros da FUTURO S/A.


 

SOBRE O AUTOR


André Souza é fundador da FUTURO S/A, consultoria que ajuda a realizar transformações na Estratégia, no RH e na Cultura de grandes empresas.


André atuou como Executivo de RH em posições de liderança globais e na América Latina em grandes empresas com Bayer, Monsanto, Newell Brands, Coca-Cola e Nokia.


André é Mestre em Administração e autor de 3 livros:





0 comentário

Comments


FALE CONOSCO

Obrigado pelo envio!

bottom of page