Cultura Organizacional: precisamos ir além de falar e começar a fazer



"É preciso mudar a Cultura."


"A Cultura é que faz as mudanças acontecerem."


"Tudo passa por um processo de transformação cultural."


"Cultura come a estratégia no café da manhã."


O que não falta é gente falando de Cultura atualmente. É um tema que tem presença certa nas palestras, eventos, em vídeos, artigos, livros, podcasts...

Todo mundo já sabe que Cultura é importante. Mas ainda são poucos que vão além. São poucos os que falam sobre O QUE FAZER e principalmente: sobre COMO FAZER.


Eu tive a felicidade de ter trabalhado nos últimos 20 anos com uma diversidade gigante de experiências e de resultados em Cultura Organizacional. De empresas menores a gigantes globais. Alguns exemplos:


  • Uma fusão de duas empresas com presença em mais de 100 países criando uma gigante global de mais de 120.000 funcionários.


  • Uma empresa global realizando aquisições de diversas marcas e empresas, com um novo CEO e com mudanças a cada 3 meses.


  • Uma empresa que há 20 anos já utilizava o conceito de escritório e de trabalho em qualquer lugar. E aliando isso ao DNA da diversidade e da inclusão: contratava mulheres vindo de licença-maternidade, jovens em sua 1a experiência profissional e profissionais mega experientes com mais de 50 anos.


  • Uma empresa que transformou seu foco em produtos em uma cultura de serviços e soluções para seus clientes.


  • Uma marca global com uma cultura tradicional que não dava espaço para a inovaçao acontecer.


  • Uma empresa global que manteve seu alto crescimento e baixíssimo turn over mesmo após o anúncio de sua aquisição por uma gigante global.


Diferentes indústrias, diferentes propósitos, diferentes estratégias... DIFERENTES CULTURAS!

Não existe fórmula pronta, pois cada organização é única.

Mas todas essas experiências me deram a oportunidade de criar um método.


Quem já trabalhou comigo e fez parte das minhas equipes sabe como é a abordagem que tenho realizado: Conceitos são essenciais, mas nada de grandes formulações teóricas intermináveis e reuniões improdutivas. O foco para transformar a cultura de uma organização precisa ser prático e com uma missão muito bem definida para o CEO, para o Time Executivo e os demais níveis na organização.


Foi um método que acabou evoluindo de ano para ano. Experiência após experiência. Na prática. E comecei a perceber que o trabalho gerava uma resposta mais rápida e eficaz do que as abordagens tradicionais. Algumas razões:


1. Fala a língua do negócio: os executivos e qualquer profissional na empresa conseguem conectar o que será feito com os números que a empresa precisa atingir.


2. Torna os executivos e líderes exemplos da transformação: Fica muito claro para a empresa quem são as pessoas que estão "dentro" e "comprando" a transformação porque o método foca em ações que são medidas. Não dá pra um líder apenas falar que está "dentro" sem agir de acordo com o que precisa ser feito.


3. Protagonismo em todos os níveis: Transforma cada profissional em protagonista da nova Cultura.


4. Independência e autonomia da empresa. talvez seja o elemento mais importante. o processo é tocado pela própria empresa, sem depender de consultorias para a sua implementação.


Como fui desenvolvendo o método ainda Como Executivo de RH, eu tinha algumas preocupações e desafios nos projetos:


  • O projeto não podia ter um investimento alto que inviabilizasse o trabalho.

  • O projeto precisa gerar aprendizado para a própria empresa, de modo que cada área pudesse tocar suas ações sem depender de ajuda externa.

  • Equipar o RH e os Executivos com ferramentas para medir os resultados.


Tudo sem blá-blá-blá, prático, direto ao ponto e com resultados mensuráveis.


Bom, como falei no início desse post, ninguém aguenta mais ouvir em eventos, livros e vídeos sobre a importância da Cultura. Falar sobre Cultura é a etapa mais tranquila e fácil desse processo. E todo mundo já sabe que é importante.


É preciso mover para o próximo nível. É precisa saber O QUE FAZER e principalmente COMO FAZER.

Os líderes de negócios foram ensinados a se preocupar exaustivamente com a estratégia, com os produtos, com o posicionamento dos produtos no mercado, seus preços... mas são pouquíssimos aqueles que realmente investem tempo em desenvolver uma Cultura vencedora.


Já estão saindo na frente justamente as empresas que estão criando ações concretas que vão realmente transformar a forma de fazer negócios e de trabalhar para fazer a estratégia acontecer.


Let's keep rocking!

Um grande abraço e até a próxima!


FUTURO S/A

Faça a Transformação Acontecer

www.futurosa.com.br


________________________


Não perca mais nenhum Post da FUTURO S/A!

Se você curtiu esse post, assine a Newsletter da Futuro S/A para receber os novos posts diretamente em seu email.


É super simples!

Basta clicar aqui e registrar seu email.


_________________________


Siga no TELEGRAM: t.me/futurosa

Siga no INSTAGRAM: www.instagram.com/futuro_sa

Todos os direitos reservados © 2019-2020

FUTURO S/A

  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon