Future Shock: o que um livro escrito há 50 anos pode nos ensinar sobre os desafios do presente



"Future Shock" é um livro escrito por Alvin Toffler há mais de 50 anos. Fala da paralisia social e emocional que todos sentimos causada pelo estresse e desorientação em função da magnitude e velocidade das mudanças que estamos passando.


"Future Shock" foi o primeiro de uma trilogia de livros de Toffler.


Nesse primeiro livro, ele falou, por exemplo, como as pessoas e organizações enfrentariam os enormes desafios que viriam nos próximos anos por conta da mudança acelerada.


E ele acertou na mosca.


No livro, ele concluiu que a convergência da ciência, do capital e das comunicações estava produzindo mudanças tão rápidas que estava criando um tipo inteiramente novo de sociedade.

Suas previsões sobre as consequências de todas essas mudanças foram incrivelmente acertadas


Ele previu, ainda na década de 70, o desenvolvimento da clonagem, a popularidade e influência dos computadores pessoais e a criação da internet, da TV a cabo e do trabalho remoto.



Ao longo dos anos, Toffler popularizou o termo “information overload" (sobrecarga de informação) amplamente utilizado hoje. E foi um dos primeiros autores a reconhecer que o conhecimento se tornaria o recurso da economia no futuro (o nosso presente).


Para a gente ter uma ideia da influência de Toffler, o o governo chinês realizou conferências no início dos anos 80 para discutir um outro importante livro de Toffler: “A Terceira Onda”. Em 1985, o livro se tornou o segundo best-seller na China!

Toffler é também conhecido por uma das frases mais repetidas nas redes sociais:



As recomendações de Alvin Toffler feitas há mais de 50 anos para viver em um mundo em mudança constante.


No livro 'Future Shock', Alvin Toffler recomendou já naquela época práticas e atitudes para lidar com todas essas mudanças. O que mais espanta é que todas essas dicas são extremamente relevantes para os dias de hoje, considerando que o livro foi publicado há mais de cinquenta anos. Veja:


Desconecte-se do mundo, relaxe e afaste-se da tecnologia.

Sente-se em algum lugar aberto.

Caminhe. Leia. Dê a si mesmo uma pausa do futuro, de qualquer maneira que puder.


Desenvolva uma rotina, um hábito.

Desenvolva uma rotina que permaneça a mesma, não importa o que esteja acontecendo ao seu redor. Isso cria hábito e previsibilidade e dá a você um espaço onde você pode realmente pensar.


Veja-se como um ser sempre em mudança.

Se você está sempre mudando, é menos assustador pensar no mundo mudando. Tudo está sempre mudando junto. Pare de tentar permanecer o mesmo em um mundo em mudança. Pense em como você pode controlar como você já está mudando.


Procure por oportunidades escondidas.

Muitas vezes, é a única maneira de se adaptar ao futuro.


Pare de se apegar a atitudes e conhecimentos desatualizados.

Quanto mais você tenta viver no passado, mais difícil se torna viver. Abrace novos conceitos e ideologias em vez de fugir deles. Você não pode fugir do futuro para o passado.


Aprenda novas habilidades por si próprio. Lembre-se de como ser um iniciante. Quanto mais cedo você começar, melhor.


Toffler fescreveu mais de 13 livros.

Faleceu em 2016, aos 87 anos.

 

Trabalhar olhando apenas para o curtíssimo prazo se tornará cada vez mais arriscado para qualquer negócio.


Reflita sobre a estratégia da sua área ou da sua empresa para os próximos anos. Como essa estratégia está sendo compartilhada? As equipes conhecem essa estratégia? As pessoas conseguem conectar o que fazem no dia a dia com essa estratégia?


Se sua organização não souber traduzir essa visão de futuro em uma mensagem inspiradora e com ações que engajem os corações e mentes das pessoas, a sua estratégia se resumirá apenas a belas palavras nas apresentações.


Aqui na FUTURO S/A trabalhamos em conjunto com empresas de diferentes segmentos para traduzir suas estratégias em ações práticas que engajam e inspiram as equipes.



0 comentário

FALE CONOSCO

Obrigado pelo envio!