Liderança na crise: a incrível jornada de um time perdido na Antártida



Como liderar em tempos de grande incerteza?

Como liderar em um mundo onde tudo muda o tempo todo?

Como liderar quando ninguém conhece as respostas?

Como liderar quando ninguém sabe as melhores práticas?

Muitos líderes estão vivendo essa situação desafiadora nesse momento de grande transformação no mundo por conta da pandemia.


Nesse momento, é importante a gente se inspirar em líderes que criaram soluções em situações de crise extrema.


Talvez um dos maiores exemplos de liderança em circunstâncias extremamente desafiadoras e desfavoráveis seja a da tripulação liderada por Ernest Shackleton em sua jornada para se tornarem o primeiro grupo a cruzar a Antártida a pé (!!!).



Entretanto, sua tripulação sequer chegou ao extremo sul do planeta.


Ficaram presos no caminho pelo mar que congelou ao redor da embarcação.


Um desafio imenso mesmo para os dias atuais.

Mas imagine essa situação há mais de 100 anos.


Essa incrível jornada aconteceu entre 1915 e 1916.

28 pessoas perdidas a mais de 1.500 km de distância de qualquer contato humano.


Sem comunicação.

Sem GPS.

Sem Internet.

Sem Celular.


Com recursos e alimentação escassos. Frio intenso.

Um lugar onde ninguém sabe onde você está.



Com seu barco cercado pelo gelo, o capitão Ernest Shackleton sabia que precisaria esperar bastante tempo para o mar começar para poder voltar para o extremo sul da América do Sul.


Após 10 meses, o banco de gelo esmagou o barco.


"O navio não vai aguentar mais. (...) O que o gelo agarra, o gelo não larga" (Ernest Shackleton)

Imagine estar isolado na Antártida em 2015 e ver o seu barco assim...



Eles tinham agora apenas 3 pequenos barcos salva-vidas. Barcos super frágeis para encarar um dos mares mais perigosos do mundo.

E não estavam em terra firme. Estavam flutuando em um gigantesco bloco de gelo.


"É quase impossível de conceber, mesmo para nós, que estamos em cima de uma jangada de gelo colossal, com apenas 1,5 metros de gelo"

Após alguns meses, sobraram apenas os barcos salva-vidas


Incrivelmente nenhum dos 28 tripulantes faleceu nesta jornada.


“Difficulties are just things to overcome, after all.” (Ernest Shackleton)

A jornada virou Estudo de Caso de Harvard para líderes


A façanha foi tão impressionante que virou Estudo de Caso de Harvard para Executivos e Líderes que precisam lidar com crises: “Leadership in Crisis: Ernest Shackleton and the Epic Voyage of the Endurance.”.


Escrito por Nancy Koehn, Professora de Administração de Empresas de Harvard, é um dos casos mais interessantes de liderança em ambientes de crise. Não só pela situação única dos 28 tripulantes, mas pela forma com que Sheckleton liderou todo o processo.


‘Part of what the Shackleton story is about . . . is leading under moments of great uncertainty when the game is changing, and may change on a dime.’ (Nancy Kpohen)

Vídeo de pouco mais de 1 minuto da Nancy Koehn falando do Shackleton



Quais a lições que podemos tirar dessa jornada de desafiadora?


Estamos vivendo hoje um momento de crise nunca antes visto.


Abaixo, seguem algumas lições que a jornada realizada por Ernest Shackleton e sua equipe pode nos ensinar sobre como liderar em tempos de crise e incerteza.


1. Transparência

Mesmo durante o processo de recrutamento de quem iria participar da jornada rumo à Antártida, todos os riscos, perigos e potenciais glórias da jornadas estavam estampados nesse famoso anúncio onde Shackleton recrutou seus tripulantes.

"Procuram-se homens para jornada perigosa. Salários baixos, frio intenso, longas horas de completa escuridão. Retorno seguro duvidoso. Honra e reconhecimento em caso de sucesso."


Após meses com o navio cercado pelo gelo, Shackleton precisou dar notícias ruins e preparar a tripulação para o inverno que chegaria. Eles precisariam passar pelo frio intenso da região com ventos de mais de 100 km/h e temperaturas abaixo de 50 graus negativos.


Transparência é uma característica fundamental em qualquer crise. Não tape o sol com a peneira. Na dúvida, comunique em excesso. Mesmo que as coisas não tejam 100% claras para você como líder. Comunique o máximo que puder comunicar.



2. Novos contextos, novos objetivos


Uma coisa que Shackleton fez muito bem foi revisar e redefinir seus objetivos à medida que o contexto mudava. Assim que o navio ficou cercado por gelo, ele descobriu que o objetivo daquele grupo não era mais atravessar a Antártica.


O novo objetivo era sobreviver.

Em momentos de crise, é importante ter muita clareza do que você focar.

E mudar a sua rota de acordo com o novo contexto.



3. Adaptabilidade


Ninguém se prepara na vida para ficar durante 15 meses no gelo. Shackleton teve que mudar completamente sua rotina e a de sua tripulação para que eles se mantivessem engajados.


Mesmo em um cenário totalmente diferente e com imensas dificuldades, nenhum dos tripulantes morreu durante toda a jornada.


O fato é que Shackleton imaginou que seria um grande empreendedor da exploração, mas teve que se adaptar para se tornar um empreendedor da sobrevivência.

Shackleton precisou se adaptar como líder pois sua visão inicial não era mais a mesma - e precisar criar o senso de time mesmo naquela condição adversa.

Shackleton promovia isso de diversas maneiras:

  • Criando uma visão clara sobre o que deveriam atingir e em quanto tempo.

  • Provendo atividades diárias para cada integrate da tripulação se manter ocupado e evitar sintomas de depressão, tristeza e melancolia.

  • Realizando encontros diários com toda a equipe para celebrar as conquistas e desestressar.


“Não importava o que acontecesse, ele estava sempre pronto para alterar seus planos e planejar de novo, e também fazer rir, contar piadas, elogiar o comentário de alguém e, dessa maneira, elevar o ânimo da equipe”, Frank Worsley, capitão do Endurance.


A tripulação batendo uma bolinha no gelo.



4. Seja o exemplo


De acordo com os autores do livro "Shackleton's Way" (veja mais detalhes a seguir), Shackleton nunca pediu a ninguém para fazer algo que ele não faria ou não poderia fazer.


Esse talvez tenha sido o comportamento de liderança mais importante que ele demonstrou nessa jornada.


Ele era conhecido por esfregar o convés, fazer reparos e realizar qualquer atividade - algo bastante incomum para um líder na época.


Ele sempre liderava mostrando primeiro à sua equipe como ele queria que as coisas fossem feitas e inspirando-as a entregar além do que era necessário.


“Um homem de Shackleton será sempre um homem de Shackleton" (frase do geólogo do Endurance)



5. Determinação

Como você já sabe, os 28 integrantes sobreviveram. Mas isso só foi possível por conta de uma característica única de Shackleton: a determinação.


Veja: a jornada de sobrevivência chegou ao fim em três etapas.


A primeira foi a chegada dos 28 homens à Ilha Elefante com os botes salva-vidas depois de ficar quase 500 dias à deriva em um bloco de gelo.


A segunda parte é extraordinária...


Como a Ilha Elefante era um local inóspito, afastado de qualquer rota marítima, Shackleton decidiu navegar com o maior dos botes salva-vidas até a Ilha Georgia do Sul que estava a impressionantes 1300 Km de distância.


Em pleno inverno, enfrentaram ventos de 130 km/h, ondas de 10 metros e navegaram praticamente às cegas.


O pequeno bote rumo para chegar á Ilha Georgia do Sul - a 1.300 Km de distânxia



Pois bem, Shackleton junto com os 5 tripulantes conseguiram chegar à Ilha Georgia.


"Tínhamos sofrido, passado fome e triunfado, tínhamos sido humilhados mas vislumbrámos a glória (...). Tínhamos visto Deus no Seu Esplendor e ouvido a voz da Natureza. Tínhamos alcançado a alma nua do homem" (Shackleton).

Mas a 3a e última etapa é ainda mais gloriosa. Após 3 meses, Shackleton, depois de inúmeras e fracassadas tentativas, consegue um pequeno rebocador com o governo chileno e resgata o restante da tripulação na Ilha Elefante.


Com isso, todos os 28 tripulantes sobreviveram a uma das incríveis jornadas conhecidas pelo homem. Uma história fantástica de superação e liderança em momentos de crise.


"Não perdemos um único homem e atravessamos o inferno" (Shackleton)

________________


Para conhecer a história completa


Esse post não representa nem 1% dos ensinamentos que podemos ter dessa jornada fantástica. Para quem quiser saber mais detalhes sobre essa jornada de Ernest Shackleton e sua tripulação, seguem alguns materiais interessantes:


Vídeos


Esse aqui é apenas em inglês, mas com imagens e vídeos da jornada e da tripulação



Com legendas em português


_____________________________________________________


Livros



_______________________

Não perca mais nenhum Post da Futuro S/A!

Se você curtiu esse post, assine a Newsletter da Futuro S/A para receber os novos posts diretamente em seu email.


É super simples! Basta clicar aqui e registrar seu email.


Leia o nosso Livro!

www.futurosa.com.br/livro

FALE CONOSCO

Todos os direitos reservados © 2019-2020

FUTURO S/A

  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Spotify ícone social