top of page
Buscar

Quanto custam as reuniões em uma empresa? A Shopify resolveu fazer a conta.



Quanto custa uma reunião na sua empresa?

A Shopify, gigante de ecommerce canadense, resolveu fazer a conta.

E iniciou uma guerra contra as reuniões desnecessárias…


***


No início deste ano, Shopify eliminou todas as reuniões recorrentes com mais de duas pessoas e começou a desencorajar as reuniões às quartas-feiras.


Tudo isso para que as equipes pudessem dedicar mais tempo para criar soluções para os clientes. E também para reduzir os custos das reuniões improdutivas.


***


Agora a Shopify está levando sua guerra contra as reuniões a um novo patamar.


Essa semana a Shopify lançou internamente uma ferramenta (como extensão no Google Calendar) que faz a conta das reuniões de seus mais de 11.000 funcionários.


A nova ferramenta interna da empresa faz parte de um esforço para aumentar a produtividade.


A conta do custo de uma reunião considera:


a) a remuneração de cada participante.

b) o numero de participantes.

c) a duração da reunião.


Agora, quando os funcionários abrem o Google Calendar para agendar uma reunião, a ferramenta usa estes dados para informar o custo.


Para ter uma ideia, uma reunião de 30 minutos com 3 funcionários na Shopfy pode custar até R$ 8.000,00 (!!!).


De acordo com a empresa, se todo funcionário deixar de participar de 3 reuniões, a empresa poderá gerar uma redução de até 15% em seus custos.



A pergunta que não quer calar: essa é realmente a melhor solução?


Há uma reflexão interessante sobre esse desafio das reuniões na Shopify (e em tantas empresa)...


Se há tantas reuniões improdutivas em uma empresa, quais são os motivos?


Com tantas reuniões nas empresas, parece tentador aplicar uma ferramenta como essa em qualquer organização. É tipo "cortar o mal pela raiz".


Porém, se a gente parar para refletir um pouco pode ser que é essa ideia não seja tão boa assim...


Veja:


É claro que a gente encontra profissionais viciados em reuniões em qualquer empresa.

Parece que a pessoa não trabalha. Só participa de reuniões.


Mas se é um problema sistêmico, se é um comportamento que acontece em toda a organização, esse é um problema de CULTURA.


É sobre a forma como a empresa se comunica.

É sobre a forma como a empresa toma decisões.

É sobre o quanto estão claras as prioridades estratégicas.

É sobre o que é valorizado e o que é tolerado na empresa.

É sobre o perfil dos líderes e sobre o modelo de gestão da empresa.


No caso da estratégia da Shopify, o grande risco de demonizar as reuniões improdutivas é também acabar diminuindo o número de reuniões produtivas.


Demonizar reuniões por conta do seu custo pode impactar tanto as reuniões IMPRODUTIVAS quanto as reuniões PRODUTIVAS.

Funcionários com mais iniciativa e que desafiam o status quo podem acabar não agendando reuniões para discutir melhorias por não querem associar seu nome a um custo na empresa.


É claro que existem pessoas viciadas em reuniões.

Pessoas que parecem que só estão em reuniões e que não trabalham.

É claro que há reuniões improdutivas que drenam a energia, tempo e dinheiro.

Mas há outras reuniões que podem gerar milhares de reais em vendas para uma empresa.

Algumas decisões em outras reuniões podem evitar milhares de reais em custos.


Se o foco é potencializar o número de reuniões produtivas, talvez a estratégia da Shopify não seja necessariamente a melhor.


Para transformar a cultura de reuniões improdutivas, é possível criar outros mecanismos e estratégias.


Se você quiser saber mais sobre esse tema, leia:



Conheça também o meu livro "Transforme a cultura da sua empresa".


 

Sobre o autor


André Souza é fundador da FUTURO S/A, empresa que ajuda organizações a realizarem transformações em suas estratégias e ações de RH.


Nos últimos 20 anos, André atuou como Executivo de RH liderando equipes e projetos na América Latina, EUA e Europa em grandes organizações como Bayer, Monsanto, Coca-Cola Company, Newell Brands & Nokia.


André é formado em Administração pela UERJ e Mestre Acadêmico em Administração de Empresas pela PUC-Rio. Além disso, possui Certificação Internacional em “Futures Thinking & Foresight” pelo Institute for the Future em Palo Alto, na Califórnia (EUA).


André é autor de 3 livros:





0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


FALE CONOSCO

Obrigado pelo envio!

bottom of page