Saber do que desistir pode ser tão importante quanto não desistir



Aos 19 anos descobri que tinha errado na escolha da minha graduação. Nas primeiras aulas de Biologia, vi que aquilo não era para mim. Após 3 meses de aulas, me lembro de estar num ponto de ônibus na UFRJ quando decidi abandonar o curso e me dedicar a fazer um novo vestibular.


Foi um dilema tomar essa decisão, mas eu entendi que não tinha problema desistir do curso. O problema real era insistir em algo que não tinha nada a ver comigo.

E o que eu não poderia desistir era buscar uma carreira que eu tivesse prazer em estudar, que tivesse talento para fazer e que o mercado precisava.


Acabei cursando Administração. Mas, no final das contas, acabei descobrindo que o que eu queria aprender e colocar em ação não era ensinado nas faculdades na época: transformações organizacionais, tendências, estratégia e tudo que envolvia o futuro do trabalho, dos negócios e das empresas.


O que tem funcionado para mim nesses anos é mergulhar no autoconhecimento. E quanto mais me conheço, mais eu acabo "desistindo" das coisas que não me impulsionam e que não me fazem gerar valor para quem está a minha volta.


É preciso cuidado com o mantra do "nunca desista". Às vezes, saber do que desistir é tão importante quanto não desistir.

Se você curtiu esse post, também vai curtir esses:


7 áreas que terão alta demanda por profissionais nos próximos anos

Clique aqui para acessar o post completo.


12 insights para criar o futuro da sua carreira.

Clique aqui para acessar o post completo.


O que você faz hoje é o que você estará fazendo em 2025?

Clique aqui para acessar o post completo.



0 comentário

FALE CONOSCO

Todos os direitos reservados © 2019-2021

FUTURO S/A

  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Spotify ícone social