top of page
Buscar

Ser considerado um “talento” em uma empresa não depende só de você.


Ser considerado como um “talento” em uma empresa não depende só de você.


O mesmo profissional que é considerado “talento” em uma empresa pode ser demitido em outra.


Cada empresa tem uma cultura que dá mais ou menos peso a determinados critérios.


É o que cada empresa valoriza, reconhece e promove no dia a dia. É também o que ela não tolera.


Os erros que muitas empresas cometem nesse quesito:


1. Elas não deixam claro quais são esses criterios. Isso dá margem à subjetividade e ao favoritismo.


2. Elas utilizam critérios que não valorizam quem realmente está entregando resultados.


3. Elas utilizam critérios que não desenvolvem a cultura que a organização precisa. Por exemplo: fala-se em inovação na empresa, mas quem é valorizado é quem não erra.


Isso não significa que sua empresa não precisa de um modelo gestão de performance.


Na verdade, o seu modelo apenas precisa ser reimaginado e redesenhado.


Pense nele como um produto que precisa ser desenhado para:


a) entregar os resultados que a sua empresa precisa hoje.


b) transformar a sua empresa.


c) atrair e engajar os profissionais que vão fazer tudo isso acontecer da melhor forma.


Se a sua empresa não tem um bom modelo de gestão de performance, dificilmente ela se tornará uma organização de alta performance.

0 comentário

Comments


FALE CONOSCO

Obrigado pelo envio!

bottom of page