Transformação Cultural: Qual o melhor momento para transformar a cultura de uma empresa?



"André, qual o melhor momento para iniciar a Transformação da Cultura de uma empresa?"

Essa é uma das perguntas mais comuns que recebo sobre Transformação Cultural nas empresas. Mas será que existe um momento certo? Existe uma fórmula para isso?


Vamos lá...


Para começar, cultura é algo vivo, que muda e se adapta, entre outras coisas, aos movimentos da empresa, ao cenário externo, às tendências e às mudanças das estratégias de cada organização.


Nesse sentido, surgem diversas "janelas de oportunidade" para iniciar essa jornada de transformação. Essas janelas de oportunidade podem ser encontradas quando há mudanças na estratégia do negócio ou quando há desafios nas Estratégias de Gestão de Pessoas. Veja:


Mudanças na Estratégia do Negocio

  • Uma nova visão de futuro para a organização.

  • Um novo modelo de negócios.

  • Novos produtos e serviços.

  • Um novo modelo de operar.

  • Reposicionamento de marca.

  • Resultados financeiros ruins ou negativos.


Problemas em Gestão de Pessoas

  • A empresa está perdendo talentos.

  • A empresa tem um modelo de gestão antiquado.

  • A empresa tem lideranças tóxicas.

  • A empresa é lenta.

  • As pessoas não têm o desejo de trabalhar lá.

  • A empresa não tem uma marca positiva como empregadora.

  • O nível de engajamento das pessoas é pífio.

  • A empresa é altamente hierárquica.

  • Falta autonomia.


Enfim, a lista é grande... Há muitas janelas de oportunidade e em todos essas ações a empresa pode ser bem sucedida.


Mas se eu pudesse escolher um dos melhores momentos para fazer essa jornada de transformação acontecer, essa aqui seria a minha escolha: um dos melhores momentos para se transformar uma cultura é o momento que a empresa decide mudar a estratégia do negócio.


Algumas razões:


1. Para transformar a Cultura de uma empresa você precisa de muito tempo e energia do Time Executivo e da Liderança: O momento que uma empresa decide mudar a sua estratégia é um daqueles momentos em que o Time Executivo e a Liderança estão 100% focados em fazer essa transformação acontecer.


E tudo que puder ser feito para que isso aconteça de forma ainda mais rápida, será bem-vindo. Ou seja: se a transformação cultural vai contribuir para o sucesso do negócio, o Time Executivo certamente será parte integrante dessa jornada.



2. Não existe transformação da estratégia sem transformação da cultura da empresa. Organizações investem milhões para desenvolver novas estratégias para os seus negócios. Compram novas empresas. Criam novos produtos. Expandem as operações.


Mas entre o Powerpoint e o Excel, existe um componente que pode alavancar ou detonar todas essas estratégias de negócios: as pessoas.


Novas estratégias vão demandar:


  • um novo jeito da empresa operar.

  • uma nova forma de liderar.

  • novos modelos de atuação das pessoas.


Executivos que já realizaram processos de transformação estratégica sabem que suas ideias precisam estar acompanhadas de uma nova forma de atuar de seus líderes e equipes.

No final de contas, são as pessoas que vão fazer a estratégia do negócio acontecer. E se a estratégia do negócio precisa ser transformada, não tem jeito:



3. Sua empresa pode ter uma estratégia espetacular, mas tudo vai por água abaixo se existe o chamado "prejuízo cultural". Prejuízo Cultural ocorre quando o que se faz em uma empresa NÃO tem conexão com o que é falado ou com o que está escrito. E isso é ultra crítico em momentos de transformação estratégica. É quando, por exemplo, quando uma empresa diz que é inovadora, mas no dia-a-dia não há espaço para as novas ideias.


As equipes percebem claramente os discursos vazios e isso acaba contaminando o engajamento das pessoas em torno da nova estratégia da empresa. As pessoas percebem que os novos comportamentos são apenas palavras no Powerpoint e nas paredes da empresa.


Os talentos podem comprar as suas palavras. Elas podem ficar entusiasmadas com as novas ideias. Mas, bastam algumas dissonâncias entre o que é falado e o que é efetivamente praticado pela liderança para que a organização:


1. Perca talentos.

2. Veja o engajamento despencar.

3. Tenha desafios gigantescos para entregar seus resultados.


E não tem coisa pior para a estratégia da empresa do que ver tudo isso acontecer. Como já falei em outro post sobre Cultura aqui no Blog:



Você pode, é claro, ter outras motivações para iniciar um processo de transformação cultural. Como falei, há inúmeras "janelas de oportunidade" para iniciar essa jornada de transformação em todos essas ações a empresa pode ser bem sucedida.


Mas um dos fatores críticos de sucesso para uma jornada de transformação da cultura é ter o foco dos Executivos e Líderes nesse tema. E um dos melhores momentos para ter esse foco é quando a empresa decide mudar a estratégia do seu negócio.


Muitas organizações se enganam com belas palavras no Powerpoint e na parede. A verdade é que a cultura da sua empresa só muda para valer quando:


  • Executivos e líderes tornam-se o modelo dessa nova cultura.

  • As decisões são baseadas na nova cultura.

  • As pessoas são reconhecidas e valorizadas por esse novo jeito de atuar.


Sempre é importante lembrar que Cultura não é o que está escrito. Cultura não é o que é dito. Cultura é a expressão concreta do que é praticado no dia a dia da organização.


 

Se você curtiu esse post, você também vai curtir esses:


 

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

FALE CONOSCO

Obrigado pelo envio!