Como o Google Duplex pode transformar o Trabalho no Futuro

Uma simples conversa, mas que vai mudar muita coisa no mundo do trabalho.


É possível dizer que quando Sundar Pichai, CEO do Google, apresentou o "Google Duplex" esta semana, o mundo dos negócios, do trabalho e até do nosso comportamento não serão mais os mesmos.


Se você ainda não teve a oportunidade de conhecer, é uma tecnologia que faz com que uma conversa entre um programa de Inteligência Artificial e uma pessoa de verdade seja 100% natural.


Tão natural a ponto da gente não conseguir diferenciar quem é a pessoa real e quem é a máquina falando.



O Google Duplex é meio assustador, intrigante... é MUITO impressionante!


Para entender melhor, dê um play no vídeo abaixo.

São menos de 5 minutos.

Não deixe de assitir.


Primeiro, porque é INCRÍVEL.

E também porque vai ajudar a explorarmos, a seguir, algumas reflexões sobre o potencial dessa tecnologia no Futuro do Trabalho e das Organizações.


Bom, dê um play e voltamos a conversar na sequência...



É claro que os exemplos mostrados no vídeo são super triviais.


Mas as pessoas reais com quem a "máquina" conversou não perceberam nada. Reagiram e trocaram palavras como se do outro lado houvesse uma pessoa real.


É claro que a tecnologia apresentada foi desenvolvida inicialmente para esses tipos mais básicos de atividade e de interação com o ser humano.


E que ainda há uma distância razoavelmente grande entre o que vemos nesse vídeo e criação/substituição completa de algumas profissões no curto prazo.


Não é para se assustar por ora. Não seremos escravizados pelas máquinas amanhã.


Mas a gente precisa estar muito atento aos sinais de transformação.


Esse lançamento é apenas um exemplo das transformações dos negócios e das profissões nos próximos anos. É a ponta do iceberg. É o que vemos ainda na superfície.


Se refletirmos bem, é uma tecnologia que tem potencial para CRIAR cadeias TOTALMENTE NOVAS de negócios e profissões. Mas que também poderá eliminar mercados e atividades mais tradicionais.


Mesmo com muitas dúvidas em aberto sobre o Google Duplex, não dá para negar que a tecnologia abre uma gama de possibilidades de aplicação em diferentes mercados e profissões nos próximos anos.


Possibilidades que podem gerar ameaças e oportunidades para diferentes negócios e profissões.


Vamos refletir um pouco sobre algumas mais sobre essas possibilidades?


1) A Automação no mundo dos serviços


A gente já cansou de ver exemplos de robôs em fábricas.

Ou nos armazéns da Amazon.


Mas a apresentação do Google Duplex traz uma reflexão bem interessante: a automação ainda maior no mundo dos serviços.


A gente não pode se esquecer que esse processo de automação não é totalmente novo no mundo dos serviços. Por exemplo: a criação dos Caixas-Eletrônicos transformou o relacionamento entre Bancos e Clientes. O mesmo vêm ocorrendo nos últimos anos com o Internet Banking.


Mas, o Google Duplex vai além... Assim como essa tecnologia vai me permitir utilizar essa Assistente para reservar uma mesa no restaurante ou agendar um corte de cabelo, o contrário também pode ocorrer.


Com o avanço natural dessa tecnologia, qualquer serviço de atendimento de uma pequena ou grande empresa poderá também utilizar essa tecnologia para realizar o atendimento de seus clientes.


É claro que inicialmente não servirá para qualquer tipo de atendimento. Por ora, vale para aquelas situações de atendimento de menor complexidade: reservas de bares e restaurantes, reservas de hotel, agendamento de consultas médicas, etc...


Em todos esses serviços, algo em comum: são atividades que tendem a ser, na maior parte dos casos, repetitivas - algo quase mecânico.


Mas, imagine quando essa tecnologia avançar e começar a atuar também em situações mais complexas?


É inevitável a gente não começar a refletir sobre o futuro do trabalho. Se haverá empregos para todos, etc.


Esse é exatamente o assunto do próximo item...


2) A eminente obsolescência de alguns tipos de trabalho... E o surgimento de profissões e de mercados totalmente novos


Você pode ver tudo isso que está ocorrendo como uma ameaça ao trabalho de muitas pessoas. E de fato será realmente uma ameaça para diversas profissões.


Com o avanço dessa tecnologia para realizar tarefas mais complexas, o que profissionais que atuam, por exemplo, em Centrais de Atendimento e de Suporte vão fazer?


Secretárias, Recepcionistas, Caixas de Banco... Se no futuro isso avançar a ponto da gente aceitar ser atendido por um robô com feições humanas, aí a lista cresce ainda mais.


Mas a gente não pode se quecer que isso tem acontecido ao longo dos últimos anos...


Computadores fizeram os datilógrafos sumirem do mapa.

Caixas Eletrônicas eliminaram as posições de caixas nos bancos.

A criação dos carros matou a indústria das carruagens e dos cavalos.


E isso acontecerá com outras profissões. Mas não para todas.


Algumas vão desaparecer, é verdade.

Outras vão se transformar.

E novas profissões e mercados vão surgir.


A pergunta que precisamos nos fazer sempre é: A minha profissão vai existir nos próximos anos?


Afinal, a minha profissão atual pode não existir no futuro.

A sua profissão pode não existir amanhã. Ou pode já estar morrendo hoje.

Assim como tantas profissões deixaram de existir ao longo dos últimos anos...


No início do século, nenhum ferreiro que consertava ferraduras de cavalos poderia prever que os carros iriam acabar com a sua profissão. E que essa transformação iria criar milhões de novas oportunidades em um novo mercado: a indústria automobilística.


Uma revolução que foi muito além da produção do carro, criando milhões de oportunidades nas áreas de design, supply chain, distribuição, vendas, combustíveis, marketing...


E nos próximos anos o mesmo vai ocorrer.


À medida que as empresas utilizarem mais as novas tecnologias, MAIS TALENTOS serão necessários para criar, gerenciar e desenvolver SOLUÇÕES totalmente NOVAS - e que sequer surgiram ainda.


Um estudo da Gartner mostrou que, nos EUA, apenas 30% das novas posições relacionadas à Transformação Digital serão preenchidas nos próximos anos.


Só para ter uma ideia, fiz uma busca recente nos números de vagas no LinkedIn (worldwide) que já existem relacionadas a algumas novas profissões desta Era Digital:


3D: 70 mil

Machine Learning: 38 mil

Data Scientist: 28 mil

Robotics: 14 mil

Artifical Intelligence: 11 mil


Não é muito se compararmos, por exemplo, à posições que já existem em Vendas ou Marketing. Mas se buscarmos por "Digital" (worldwide) já surgem + de 450 mil vagas.


Neste bolo vc verá profissões TOTALMENTE NOVAS. Mas TAMBÉM verá profissões que JÁ EXISTEM, mas que demandam competências digitais.


Por mais que existam ferramentas de Inteligência Artificial, Machine Learning, Chatbots, alguém vai precisar desenhar e projetar os produtos que as máquinas vão produzir.


Alguém vai precisar criar estratégias de marketing para esses produtos. Alguém vai precisar resolver os problemas que os clientes terão.


O fato é que todas as previsões de que as novas tecnologias vão roubar os empregos só vão se tornar verdade se você não continuar se desenvolvendo.


Se você não continuar aprendendo. Se você não ficar atento às demandas e oportunidades.


Se você não prestar atenção no que já está acontecendo no mercado, na sua indústria, em outros segmentos...


O que você está fazendo para entender melhor todas essas tendências?


Como elas impactarão o seu mercado e a sua área de atuação?


O que você precisa começar a fazer hoje para se antecipar e adaptar o seu trabalho atual para as demandas que vão surgir?


Quais novas competências e habilidades você vai ter que desenvolver?


Considerando toda a transformação que estamos vivendo, o que você pode começar a fazer HOJE que vai manter ou aumentar a sua capacidade de gerar valor (para seu time, para seus clientes, para a sua empresa) daqui a 3, 5 ou 10 anos?


Como o seu trabalho e o que você faz será relevante daqui a 5 anos? O que precisa mudar para que isso aconteça?


O que você precisa começar a fazer hoje para criar o seu trabalho do futuro?



3) A reinvenção das competências nas organizações


Boa parte das empresas hoje têm suas COMPETÊNCIAS mapeadas. Competências utilizadas para recrutar talentos, para avaliar desempenho...


E que também guiam ações de desenvolvimento.


Competências que FORAM e TÊM SIDO FUNDAMENTAIS para construir o SUCESSO de muitas empresas até hoje...


O problema é que muitas dessas competências foram definidas em um outro momento do mundo dos negócios...


E a gente sabe que um NOVO MUNDO está surgindo. Por isso, NOVAS COMPETÊNCIAS precisarão ser consideradas para esta NOVA ERA.


Afinal, novas tecnologias como o Google Duplex estão acelerando as mudanças. E isso vai impactar a criação de um monte de coisas novas:


..novas estratégias

..novos modelos de negócios

..novos produtos

..novas profissões

..novas... COMPETÊNCIAS!


Quais serão então as NOVAS competências que vão CRIAR o seu FUTURO e da sua ORGANIZAÇÃO? Como suas equipes vão se desenvolver para atuar em trabalhos que ainda serão criados?


4) A interação cada vez maior com robôs


Uma das coisas que mais surpreende nesse vídeo do Google Duplex não é exatamente o fato da tecnologia fazer uma reserva em um restaurante ou agendar um corte de cabelo de forma independente...


O que certamente gera mais impacto é a voz do "robô". A voz e toda a experiência de interação é como se estivéssemos realmente conversando com uma pessoa normalmente.


Robôs que falam como nós é algo que não está sendo desenvolvido apenas pelo Google. Empresas como Microsoft e Baidu estão também trabalhando em modelos similares que podem imitar a voz e o estilo de interação que nós, humanos, fazemos em nosso dia-a-dia.


Prepare-se para dialogar e interagir cada vez mais com robôs.


Esse comercial da Amazon promovendo o seu Amazon Echo traz uma ideia do que já existe. E podemos imaginar o que vem pela frente.



************


Estamos entrando em uma Era onde vamos ter a oportunidade de liberar o ser humano dos trabalhos repetitivos.


E passar a trabalhar, cada vez mais, no que o ser humano faz de melhor: Criar, estabelecer relacionamentos, criar conexões, empatia e inovar são alguns exemplos. Tudo que envolva a nossa inteligência social e criativa será cada vez mais valorizado.


Tem uma frase bem bacana do Ricardo Costa, Partner CTO da Dell, que ele escreveu em um post recente no LinkedIn que sintetiza bem essa dicotomia entre as novas tecnologias e o papel do ser humano nesse cenário. Dá uma olhada:


#AI, seja bem-vinda! Assuma as tarefas pesadas, chatas, humanamente inviáveis, finja que é um de nós. Ao invés de nos tornar obsoletos, irá nos deixar livres para o que fazemos de melhor: pensar, sentir, sonhar. A relevância do ser humano está em ser humano. (Ricardo Costa, Partner CTO da Dell)


Se tem algo que será inevitável nos próximos anos é que a gente vai precisar parar de ter qualquer resistência às novas tecnologias.


Não tem mais volta: Nossa batalha não é CONTRA tudo isso que está acontecendo. Nos próximos anos, vamos ter que aprender a trabalhar COM as novas tecnologias.


Não vai adiantar remar contra a maré. Nosso desafio será turbinar nosso desenvolvimento para ter acesso a todos os benefícios das novas tecnologias.


Imagine o problema que você e sua empresa terão se não entenderem o que a Inteligência Artificial poderá fazer pelo seu negócio nos próximos anos?


Ou para a sua carreira?


E com a velocidade com que as mudanças têm ocorrido, a chance de profissionais e empresas ficarem para trás aumenta consideravelmente...


Por isso, é importante começar a entender tudo que está acontecendo à nossa volta.


Ficar atento às possibilidades de aplicação destas tecnologias no seu mercado.


Identificar novas demandas e oportunidades não-exploradas.


O mundo continuará a evoluir.

A evolução tecnológica é inevitável.

E o progresso é impossível sem mudanças.


Inicie a sua jornada de desenvolvimento o quanto antes.


Afinal, as oportunidades serão gigantescas para quem identificar as habilidades que serão necessárias nos próximos anos.


E para quem for capaz de aprendê-las rapidamente.


Em qualquer processo disruptivo e de mudança, nós temos duas opções: nos colocar como plateia ou como protagonistas deste processo.


Prepare-se, porque o futuro já está virando a esquina!


Um abraço e até a próxima!


****


Não perca mais nenhum post!

Clique aqui para assinar o blog e receber todos os novos posts diretamente em seu email.

Todos os direitos reservados © 2019-2020

FUTURO S/A

  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon