5 atitudes que bloqueiam o sucesso de ações de transformação



Eu tive a oportunidade de vivenciar inúmeros processos de transformação. Seguem abaixo 5 lições que aprendi sobre atitudes que impedem o sucesso de jornadas de transformação:


1. Ignorar as tendências

Eu trabalhava na Nokia quando a Apple lançou o 1o iPhone em 2007. A empresa pagou um preço altíssimo por ter ignorado o surgimento de um produto revolucionário - e de um mercado totalmente novo. Quando tentou reagir já era tarde demais. Se a sua organização não está atenta às tendências (dentro e fora do mercado), ela jamais conseguirá criar o futuro do seu próprio mercado.


2. Time executivo reativo

Isso leva a um outro problema bastante comum: esperar ver o que o mercado está fazendo para aí sim começar a se mexer... Os líderes já sabem que a empresa precisa se transformar, mas em vez de tomar a iniciativa, esperam o movimento da concorrência e/ou de outras empresas para começar seu processo de transformação. Esse 'delay' pode ser fatal.


3. Competição com a 'vaca leiteira'.

Qualquer estratégia de transformação mira o futuro. E esse olhar para o futuro naturalmente "compete" com os desafios da empresa do presente.


Se a empresa tem boas fontes de resultados no presente (uma boa vaca leiteira), inovações e iniciativas de transformação podem ser asfixiados por falta de foco, investimentos, talentos e recursos. É o famoso "dilema da inovação" do livro icônico de Clayton Christensen. Quando a empresa despertar para o novo, pode ser tarde demais.


4. Transformações que não são transformações

Transformar mexe com as estruturas da empresa, desafia o status quo e revoluciona a forma como as coisas são feitas. O grande problema é que boa parte das iniciativas de "transformação" acabam não sendo desenhadas realmente para transformar. Elas são pequenos aperfeiçoamentos, ajustes, melhorias... Isso atenua a velocidade e impacto das mudanças. E nesse ritmo a empresa perderá, mais cedo ou mais tarde, a sua competitividade.


5. Ignorar o elemento humano.

Transformação é uma jornada humana. E precisa, é claro, de pessoas engajadas para fazer a transformação acontecer. Toda transformação de um CNPJ envolve a energia de centenas, milhares de CPFs. Se esse elemento humano é desconsiderado, a transformação não acontece. E pode, inclusive, gerar a perda de talentos da empresa.



O interessante é que essas 5 lições não são elementos isolados. Se você parar para analisar, eles se conectam e se complementam. Alguns se tornam consequências um do outro.


O fato é que é preciso muita energia para sair da inércia.

Essa energia vem de uma visão concreta de futuro. Vem de uma estratégia clara para se atingir o que almeja. E precisa de pessoas engajadas para fazer a transformação acontecer.


Transformação, no final das contas, é uma jornada humana.

É sobre assumir as rédeas dos desafios e liderar a mudança.

Quem transforma, lidera. Quem lidera, transforma!


Um abraço e até a próxima!








0 comentário

FALE CONOSCO

Obrigado pelo envio!