Analytics: 5 Ações para obter Excelentes Resultados



Analytics, Big Data, IA... Buzzwords que encantam audiências em todo o mundo com um universo gigantesco de possibilidades.


Mas, essas possibilidades esbarram em elementos muito importantes para fazer tudo isso acontecer.


Por exemplo: semana passada estava comendo uma pizza em São Paulo com dois grandes amigos de infância.


Um deles hoje lidera e é proprietário de uma rede de farmácias.


Durante o papo, ele compartilhou alguns planos que pretende implementar para o ano que vem...


Entre esses planos, uma de suas prioridades será investir em DADOS.


Uma excelente decisão. Afinal, muita gente tem dito que "DADOS são o PETRÓLEO do Século XXI".


Mas manipular dados por si só não vai gerar VANTAGEM COMPETITIVA pra nenhuma empresa.


Dados só terão valor quando as organizações:


1. SOUBEREM O QUE FAZER COM OS DADOS


Há muita gente só falando em dados, mas pouca gente focando naquilo que é fundamental para qualquer tipo de "Analytics": saber o que fazer com os Dados.


Quando estava conversando com o meu amigo, perguntei pra ele:


"Quais as Perguntas que você precisa que sejam respondidas na sua empresa? Quais Dados são necessários para responder essas perguntas?"

Ele parou por alguns segundos e confessou que não tinha pensado nessas questões.


Não dá para avançar muito em qualquer Estratégia de Análise de Dados sem conectar essa Análise ao que o negócio precisa.


Falando assim, parece óbvio.. Mas quando vemos apresentações sobre esse tema, é comum a galera pular direto para ferramentas, sem pensar no que exatamente a organização precisa.



2. ENTENDEREM QUE OS INSIGHTS REAIS DE QUALQUER ANÁLISE DE DADOS NÃO VÊM DE FERRAMENTAS E SISTEMAS: VÊM DAS PESSOAS.


Dados precisam ser combinados e estruturados para fazer comparações realmente relevantes.


No caso do meu amigo, em sua Farmácia, podemos fazer uma pergunta como, por exemplo: "Qual o tipo de cliente que gera mais lucro para a Farmácia X?"


A resposta simples poderia ser: "Quem compra os medicamentos mais caros e com mais margem de lucro".


Eu não sou dono de farmácia e nunca trabalhei em uma.


Mas me parece uma resposta simples, óbvia e provavelmente não tão útil para a Farmácia do meu amigo.


Me parece que há oportunidades para fazer outras perguntas para que os DADOS ajudem a responder:


Qual o perfil do cliente que compra esses medicamentos mais caros?

Será que são só medicamentos mesmo?

E as outras áreas e segmentos de produtos da farmácia?

Quem compra o medicamento mais caro também compra outros produtos? Quais?

Como a compra é feita? Pela Internet, pelo telefone ou presencialmente?


If we don't ask the right questions, we'll never get the right answers - Clayton Christessen, um dos papas da Inovação

No final das contas, é preciso fazer BOAS PERGUNTAS.


E boas perguntas - pelo menos ainda - são feitas pelas pessoas.


3. USAREM DADOS PARA GERAR - DE FATO - EXPERIÊNCIAS ESPETACULARES PARA OS CLIENTES E RESULTADOS PARA O NEGÓCIO


E se, desde a sua concepção, a Estratégia de Analytics já nascesse conectada à Estratégia do Negócio e à Estratégia de Pessoas?


Se as ações de Analytics não estão gerando melhor experiência do cliente e melhores resultados para o negócio, elas jamais serão parte dos PILARES estratégicos de uma organização.


E jamais farão parte da Cultura da Organização.



4. USAREM DADOS PARA TRANSFORMAR A EXPERIÊNCIA DOS TALENTOS NA SUA EMPRESA.


Você pode ter a melhor ferramenta de dados, fazer as melhores perguntas e criar as melhores estratégias, mas, no final das contas, quem faz qualquer Transformação acontecer são as pessoas.


Qualquer Estratégia de Dados precisar estar conectado a uma Estratégia de Pessoas robustas e uma Transformação Cultural.


Dados são essenciais para Transformar a Experiência dos Talentos na sua Empresa.

Por exemplo:


O que faz um Talento desejar trabalhar na sua empresa?

Como sua empresa trata os Talentos que não foram aprovados em Processos de Recrutamento e Seleção?

Como são as Experiências de Desenvolvimento de seus Talentos na sua Empresa?

Qual o impacto dessas ações nos resultados do negócio e na experiência do cliente?


É fundamental utilizar Analytics para algo que vai GERAR, de imediato, ALTO VALOR e IMPACTO em qualquer organização.



5. TORNAREM "DATA ANALYTICS" UMA "CAPABILITY" ORGANIZACIONAL.


Não adianta delegar essa tarefa só para os "Data Analysts" e outras profissões relacionadas a Dados, Big Data, etc.


Ninguém precisa virar Estatístico ou Matemático.


Mas para sua empresa se tornar realmente "data-driven", seus líderes e equipes precisarão desenvolver essa habilidade em algum nível.


Nem que seja como uma pessoa mapeadora de oportunidades.


Já que DADOS são o novo petróleo, como criar, nos líderes e funcionários esse modelo mental de identificação de oportunidades?


Então, qual a sua Estratégia para fazer isso acontecer na sua Empresa?


Para finalizar, mais uma frase matadoura sobre essa questão do Clayton Christessen:


An organization's capabilities become its disabilities when disruption is afoot.

***

Todo mundo tem (ou pode ter) DADOS.


Mas, sem conectar DADOS com a ESTRATÉGIA do negócio, o máximo que se conseguirá é produzir dashboards com pouco (ou nenhum) valor.


O REAL DIFERENCIAL de qualquer empresa daqui pra frente será COMO ela vai UTILIZAR esses DADOS - para transformá-los DE FATO no novo Petróleo.


***


Não perca mais nenhum Post do Futuro S/A!

Se você curtiu esse post, assine a nossa Newsletter para receber os novos posts diretamente em seu email. É super simples! Basta clicar aqui e registrar seu email.

FALE CONOSCO

Todos os direitos reservados © 2019-2020

FUTURO S/A

  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon