O que a decisão do CEO do Waze de deixar o Google nos ensina sobre os desafios das empresas hoje



No início do ano, Noan Bardin, que era CEO do Waze desde 2009 (muito antes do Google adquirir a empresa em 2013), decidiu deixar a empresa.


Em um artigo recente, ele trouxe alguns exemplos que o motivaram a deixar o Google. Veja:


"A quantidade de tempo e esforço investidos em aspectos legais, políticos e de privacidade - em recursos que ainda não eram utilizados pelos usuários era um desperdício significativo de recursos e foco.


Após a aquisição, tínhamos um projeto extremamente longo que consumiu muitos de nossos melhores engenheiros para alinhar nossas políticas e ferramentas de retenção de dados ao Google. Não estou dizendo que isso não seja importante, mais isso tinha valor zero para nossos usuários.


Uma porcentagem cada vez maior de nosso tempo não ia para tarefas de criação de valor para o usuário."


Reduzir a complexidade e a burocracia será, cada vez mais, um elemento muito importante para a competitividade das organizações nessa década - em especial, das grandes empresas. E como podemos perceber é um baita desafio até para as Big Techs.


Esse é um elemento que pode:


✅ reduzir drasticamente a atratividade dos melhores talentos do mercado.

✅ aumentar os pedidos de demissão de profissionais que não conseguem colocar seus talentos em ação.

✅ bloquear a inovação.

✅ impedir que as empresas atendam as demandas dos seus clientes.


O maior desafio das grandes empresas nessa década é reduzir a complexidade, a burocracia e a política que impedem que suas equipes dediquem seu tempo para o que realmente importa: resolver os problemas dos clientes de forma rápida e prática.


O fato de algumas startups abocanharem pedaços significativos de mercado ou criarem segmentos totalmente novos tem muita relação com a capacidades dessas empresas serem menos complexas e conseguirem tomar decisões de forma mais rápida.


Ou seja: grandes empresas, muitas vezes, não precisam de competidores. Elas acabam competindo com elas mesmas.


Clique aqui e veja a versão desse post em formato visual em nosso Instagram.



 



0 comentário

FALE CONOSCO

Obrigado pelo envio!