Quer criar o futuro? Foque nas "next practices"



Uma das primeiras coisas que as pessoas pensam quando se fala em inovar é buscar ideias e referências sobre o que outras empresas estão fazendo.


E, ao conversarem com diversas empresas, líderes e profissionais buscam por ideias para colocar em ação em suas próprias empresas.


O objetivo de buscar as melhores práticas surge de um desejo genuíno das empresas de criarem o novo. Mas, a pergunta é: ao fazer isso, será que as empresas estão realmente inovando?

Quando todos começam a colocar ideias muito parecidas em ação, podemos gerar, na verdade, o resultado oposto: tornar as empresas parecidas umas com as outras.

Veja: não tem nenhum problema em buscar fazer algo que outras empresas já estejam fazendo. Muito pelo contrário: isso gera a oportunidade de aprender coisas que a sua organização ainda não sabe como se faz.


Faz também com que sua organização tenha um jeito mais rápido de fazer coisas que já existem no mercado.

E, além disso, permite que sua empresa minimize os riscos para executar uma ação nova na sua empresa. Afinal, aquela ideia já foi colocada em ação no seu mercado.


Entretanto, as empresas que criam o futuro vão além, muito além de utilizar as "best practices". Confira um pouco desse modelo mental nesse post que compartilhei recentemente em nosso Instagram:



As empresas que criam o futuro focam bastante nas chamadas "next practices".


Para se tornarem referências e estarem à frente, elas vão além de olhar para as "best practices". Elas focam nas "next practices".


As "next practices" são tendências que podem transformar a visão e o futuro do seu negócio.

São tendências que não têm nada a ver com ficção científica. Elas já existem e poucas pessoas notaram. São tendências que podem estar associadas a um outro mercado. São comportamentos sociais que mudam a forma das pessoas consumirem.


Essas tendências, quando bem mapeadas, podem redefinir estratégias das áreas da sua empresa. Podem gerar ideias para novos produtos. Podem atrair novos clientes. Podem reposicionar a atuaçao da sua empresa.


E podem, em especial, revolucionar a forma como a sua empresa atrai, desenvolve e engaja seus talentos. O slide abaixo, por exemplo, representa um sinal de mudança já antigo, mas que ainda pode gerar diversos impactos na forma que o RH atua hoje.


Pode não estar conectado diretamente ao seu mercado, mas são dados que geram insights interessantes sobre o futuro da Gestão de Talentos.



Eu me deparei com esse slide pela primeira vez em 2017, quando eu ainda era Executivo de RH. E assim como ocorre com esse slide, há diversos outros dados e notícias que surgem todos os dias. Algumas delas são sinas de mudanças importantes mas que nem todo mundo presta muita atenção.

Essa é uma das coisas que fazemos aqui na FUTURO S/A: mapear todas as semanas os principais sinais de mudança que podem impactar o futuro das carreiras, dos negócios e das organizações nos próximos anos.

Isso nos ajuda demais nos trabalhos e projetos que realizamos com nossos clientes. E também na produção de bons conteúdos que compartilhamos com vocês aqui no Blog e também nas redes sociais.


Não adiantar apenas mapear e conhecer as "next practices". É preciso colocar esses insights em ação no seu negócio.


Veja esse exemplo interessante do Bill Gates:



Há 20 anos, o Bill Gates escreveu um livro chamado "Business at the Speed of Thought", onde ele compartilhou 15 ideias que pareciam ficção científica na época.

Smartphones. Assistentes Pessoais como Siri e Alexa. Redes Sociais. Internet das Coisas. Publicidade e Promoções automatizadas.

Tudo isso é comum hoje. Mas imagine falar sobre isso em 1999! A gente não pode esquecer que em 1999 a Internet ainda estava engatinhando. O Google era uma empresa recém-nascida. E as Redes Sociais como conhecemos hoje sequer existiam.


Se você quiser conhecer mais sobre essas previsões, clique aqui. O pessoal da Business Insider fez um resumo muito bacana.


A gente sabe que é impossível adivinhar o futuro. Mas, basicamente, o Bill Gates trouxe muitas dessas ideias baseado em dados do presente, daquele contexto que ele vivia em 1999. E, com esses dados, ele pôde desenvolver cenários de 5 a 10 anos à frente e que resultaram em insights poderosos.


Só tem um erro gigante que o Bill Gates cometeu nessa história toda... deixar de aproveitar todas essas ideias para turbinar os resultados do seu negócio.


A Microsoft não aproveitou todos esses insights para criar o futuro de diversos mercados pois seu principal produto (Windows/Office) dominava o mercado e gerava um lucro absurdamente alto.


Se você parar para pensar, a Microsoft precisou fazer uma transformação cultural com o Satya Nadella para voltar a assumir o protagonismo no mundo da tecnologia. Nos últimos 5 anos essa transformação foi intensa. Hoje (21/06/2020), a Microsoft é a empresa mais valiosa do mundo: são quase US$ 1,5 trilhão de dólares em valor de mercado. Impressionante não?


Se você quiser saber mais sobre esse processo de transformação da Microsoft, e só clicar aqui ou na imagem abaixo:




Mas como começar essa jornada de olhar mais para as "next practices"? Como desenvolver essa capacidade nos Líderes e, em especial, no Time Executivo?

Nos últimos anos, tenho tido a oportunidade de colocar em ação em diferentes empresas uma metodologia que vai bem além do formato tradicional das melhores práticas.

É uma abordagem que traz os benefícios de mirar o futuro, aprender de forma prática, de minimizar riscos e de ganhar agilidade. Um modelo onde não se descartam as "best practices". Mas vamos além. Focamos nas "next practices".

Com isso, é possível inovar de forma rápida, prática e com resultados tangíveis.


Veja: não tem nada de revolucionário nessa abordagem. É apenas uma maneira diferente (e mega eficiente) de fazer a inovação acontecer. E o mais importante de criar uma Cultura de Inovação de verdade na empresa.


Não é sobre colocar startups dentro da empresa.

É sobre a empresa criar uma nova visão de futuro e desenvolver o Pensamento Empreendedor na organização.


Nossa metodologia ajuda Líderes a mudarem comportamentos e tomarem melhores decisões para criar o futuro de áreas e de empresas.


O exercício de olhar as tendências permite aos Executivos e Líderes enxergar padrões de mudanças sutis que não são visíveis no nosso dia-a-dia mega corrido.

O resultado é a geração de insights poderosos que se transformam em ações concretas para CRIAR O FUTURO.


Todos os meses a gente aqui na FUTURO S/A vai mapeando diferentes tendências e sinais de mudanças que surgem em diferentes países. A gente se interessa em especial sobre as tendências não óbvias - as tendências que ninguém está falando ou prestando muita atenção.

E porque realizar esse tipo de exercício é importante?


Por conta da velocidade das transformações que estão acontecendo, olhar apenas para o presente não será suficiente para vencer nos próximos anos.


Trabalhar olhando apenas para o curtíssimo prazo se tornará cada vez mais arriscado para qualquer negócio.


Essa metodologia permite a Executivos e Líderes a:


  • Mapear oportunidades de negócio inexploradas.

  • Definir prioridades e foco de atuação.

  • Criar novas ofertas de produtos e serviços.

  • Antecipar-se a ameaças e oportunidades para o médio e longo prazo.

  • Desenvolver a capacidade de olhar pra frente para tomar as melhores decisões no presente.

  • Tornar-se referência em seu mercado e em outros mercados.


Chamamos esse modelo aqui na FUTURO S/A de "BRAIN MODEL".

Em breve compartilho mais sobre o modelo por aqui.

Mas quem quiser saber mais, é só mandar uma mensagem pra gente!


É um modelo que contempla metodologias que apliquei em dezenas de projetos eque liderei em diferentes países e também elementos que aprendi lá no Institute for the Future lá na California, no coração do Vale do Silício, junto com Executivos de outras grandes organizações como o Google, NASA, etc.


A experiência direta que tive com Executivos e Líderes em grandes organizações permitiu criar um modelo super prático e de alto impacto porque permite "enxergar"

cenários criados com base nos sinais de mudança que já estão rolando hoje.


Os insights gerados nesses exercícios permitem aos Executivos e Líderes irem muito além dos tradicionais Planos Estratégicos que utilizam o mesmo modelo mental do passado e que apenas dão continuidade ao que a empresa já faz hoje.

E o mais importante: são exercícios que permitem aos Executivos a colocarem alguns dos seus maiores propósitos como Líderes em Ação: prover um sentido de direção, clareza e inspiração para seus times em um mundo com tanta complexidade e incerteza.

É preciso executar o presente de forma espetacular, mas sem deixar de criar o futuro da organização.


Let's keep rocking!

Não perca mais nenhum Post da Futuro S/A!

Se você curtiu esse post, assine a Newsletter da Futuro S/A para receber os novos posts diretamente em seu email. É super simples! Basta clicar aqui e registrar seu email.


Já leu o nosso livro?

Segue o link para você conhecer mais. Ah! E você também pode fazer o download gratuito das primeiras páginas!

www.futurosa.com.br/livro



FALE CONOSCO

Todos os direitos reservados © 2019-2020

FUTURO S/A

  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon